Três passos para uma estratégia de e-mail marketing de sucesso

Atualizado: Mai 27



Marketing pode se resumir na eficiência de recursos, seja configurando uma estratégia para blog escalável, seja pensando em promoções para mídias sociais - sempre que possível as automações estão cuidando de parte do trabalho. E com o e-mail marketing isso não é diferente, levando em conta a habilidade e agilidade das ferramentas de automação que acompanham e nutrem os leads, desenvolvendo assim uma parte crucial para o sucesso das ações de marketing.

Contudo, enquanto se torna mais comum, muitas estratégias de email marketing automatizadas ainda tem uma abordagem binária - e quase arcaica - com ações correspondentes ao “sim” ou “não” dos usuários. Ou ainda, a segmentação é ignorada, e os emails são enviados para toda a base de leads, fazendo ofertas genéricas, autopromocionais - deixando o leitor deste conteúdo irritado ou mesmo pensando em cancelar aquela newsletter.

Apesar das automações de email marketing ajudarem no fluxograma de acompanhamento dos leads, a coisa não é inteligente. Então, o próximo passo para profissionais de marketing é usar sua ferramenta de preferência e transformá-la em algo de extrema utilidade. A ideia é envolver o potencial cliente e ajudá-lo a aprender mais sobre o setor e a resolver seus desafios enquanto você estuda mais sobre seu comportamento de compra.

Ao optar por essa abordagem, você terá um melhor entendimento sobre onde o lead está na jornada de compra e como melhor encorajá-lo a seguir o funil de conversão.

Agora que você tem o contexto que acerca o conteúdo, está pronto para aprender o que é necessário para criar sua estratégia e potencializar o sucesso das suas peças? Aqui estão três passos essenciais para o sucesso de suas campanhas de e-mail marketing, publicadas originalmente pela SmartBug.

1) Desenvolva personas de acordo com os consumidores

Se você está lendo isso e não tem personas estabelecidas para o seu negócio, pare tudo - sim, imediatamente - e foque nisso. Antes mesmo de considerar como automatizar emails para seus prospects, você precisa reunir o máximo de informações sobre ele - e isso não se limita apenas ao cargo que ele ocupa. Você deve ter um sólido conhecimento de quais são seus melhores consumidores, o que desperta interesse neles, e qual a medida de sucesso ou que significa um problema resolvido para eles.

Se você está construindo uma persona para a indústria de serviços financeiros, por exemplo, não vai querer atingir quem tem níveis de conhecimento aprofundado com um conteúdo feito para quem está começando a entender o mercado. Da mesma forma, se você tem uma empresa que atende públicos variados, de millennials a idosos, não deve usar um discurso genérico. Ao invés de pensar em criar uma linha de discurso única para agilizar a produção das peças de comunicação, pense em discursos que atendam públicos específicos - aumentando sua penetração entre públicos diferentes e aumentando seu valor e reconhecimento.

Existem muitos recursos para ajudá-lo a estabelecê-las, incluindo um guia de personas gratuito com modelos que podem ser encontrados, como indica essa publicação do Hubspot. Pode parecer entediante, mas é um passo muito importante para ter uma visão geral e fazer a melhor segmentação possível com a ferramenta de automação que você escolher. Quando você tem essas personas, pode começar a segmentar seus leads pelas propriedades atribuídas a cada um e dar ao seu negócio a melhor oportunidade de se engajar e estabelecer relações com o público-alvo.

2) Sincronize-se com seu time de vendas

Se você ainda não está na mesma página que seu time, prepare-se para fortalecer a relação de amizade - porque você precisará desse laço. Isso vale para todos os aspectos do marketing e não apenas para a automação, mas é importante mencionar aqui, pois você provavelmente está usando esses tipos de campanhas para direcionar seus clientes em potencial para vendas.

Você precisa entender as complicações dos processos que sua equipe executa para oferecer o melhor tipo de suporte, e também pode aproveitar o conhecimento e as conversas para entender como direcionar melhor seu conteúdo para os mais diversos públicos em potencial. Para começar, você pode se guiar por estas perguntas:

  • Que perguntas os clientes em potencial fazem sobre o setor?

  • Que perguntas os clientes em potencial fazem sobre a nossa empresa?

  • Qual é a dificuldade desse prospect na tentativa de expandir os negócios?

  • Quais recursos ajudam a estabelecer as conversas mais produtivas?

  • Em que área eles precisam de mais ajuda?

Uma vez que você tem esse compilado de informações, faça uma curadoria do conteúdo reunido e verifique se o que você oferta responde às perguntas que seus leads estão fazendo. Depois, você pode analisar qual conteúdo seus contatos estão baixando com mais frequência e decidir o que eles devem a seguir.

Se você souber as perguntas que seus clientes potenciais farão, poderá ser proativo e responder às perguntas deles, em vez de esperar que eles vejam valor em uma consulta gratuita após o 35º email enviado a eles. Entendendo o ciclo de vendas, você tira o trabalho do seu profissional e cria confiança para a equipe de vendas da sua empresa.

3) Personalize toda a comunicação por email

Nenhum cliente em potencial, ou prospect, é o mesmo. Embora suas características possam ser idênticas, seus desejos e necessidades são geralmente muito diferentes - lembre-se da nossa discussão de persona acima! Se você tratar todos os leads da mesma forma, colocando-os em uma faixa gigante de e-mail, você vai atingir as pessoas da maneira errada, o que sem dúvida as deixará com a impressão de que você não entende suas necessidades e não será capaz de ajudar.

Mas se você personalizar sua comunicação para cada estágio do ciclo de vendas em que está o seu lead, qual é o comportamento no seu site e as necessidades de cada personagem, você terá mais chances de alcançar o sucesso.

Quer um exemplo? Se um cliente em potencial lê postagens no seu blog e clicar em seus posts nas mídias sociais antes de se inscrever na newsletter da sua empresa, colocá-los em uma trilha de conteúdo agressiva pode desencorajá-lo a criar laços com sua empresa. No entanto, se você configurar a automação de e-mail com base no comportamento, quando essa pessoa visualizar determinadas páginas com palavras-chave ou baixar um e-book específico que foi destaque em sua newsletter, você pode alimentar a correspondência com mais conteúdo na área de interesse, antes de fazer alguma autopromoção e, finalmente, conquistar seus negócios.


Se precisar de um parceiro que ajude a entender melhor sobre essa jornada de comportamento do usuário, conte com a Prosperidade!



17 visualizações

Copyright © Prosperidade Conteúdos