Blog ou Podcast: escolhendo a melhor ferramenta para sua marca


Os blogs começaram como um diário digital no final dos anos 1990, com todos escrevendo sobre tudo, desde viajar com orçamento limitado, receitas com cinco ingredientes até decoração de casa. Mas, ao longo dos anos, os blogs se tornaram uma das principais formas das organizações compartilharem ideias, se tornarem líderes de informações de seus respectivos setores e ganharem a confiança dos clientes atuais e futuros.


Por volta de 2004, uma nova estrela entrou no ringue, com o nome de podcast - um microfone aberto gratuito que permite aos usuários acessar arquivos de áudio digital disponibilizados na internet, baixá-los em seu computador ou dispositivo móvel e ouvir à vontade. Normalmente os podcasts vêm em uma série e oferecem assinaturas.


Os podcasts estão crescendo em popularidade e consumo. Segundo pesquisa Ibope, até maio de 2019, 19% dos usuários totais da internet no Brasil já escutavam podcasts diariamente. Ou seja, são mais de 16 milhões de usuários consumindo esse formato de conteúdo.


Como profissional de marketing, você pode estar se perguntando o que é melhor: blog ou podcast? Preparamos esse artigo com tudo o que você precisa saber sobre os formatos.



Blog ou Podcast: pontos positivos e negativos


O podcast ainda está engatinhando quando se trata de análises e marketing de circuito fechado. Suas limitações incluem:

  • Limites de pesquisa (SEO)

  • Incapacidade de fornecer links ou apelos à ação

  • Não há como vasculhar o conteúdo para obter informações importantes

  • Análise rudimentar que não oferece muita percepção

  • Nenhuma oportunidade natural para geração de leads


Por esse motivo, o blog tem algumas vantagens definidas sobre o podcast, como:


  • Não é necessário equipamento especial

  • É facilmente otimizado para buscas (SEO)

  • Dá aos leitores controle sobre sua experiência de consumo de conteúdo


Não tome isso como uma sugestão para abandonar o podcast e se ater apenas aos blog; há aspectos valiosos do podcasting que você simplesmente não consegue publicando artigos de blog.


Para saber mais: Onde o blog se encaixa na sua estratégia de marketing de conteúdo?

Conheça 4 vantagens do podcast


1) Podcasts oferecem uma conexão humana

O “podcasting” é, inegavelmente, a melhor maneira de dar ao seu público uma noção da personalidade da sua marca (e do host), que pode ser difícil de se comunicar por meio de palavras digitadas na tela. O podcast pode comunicar facilmente o ritmo, proximidade e o tom da voz da sua marca para conectar-se ao seu público em nível humano. A única maneira de conectar-se mais intimamente seria fornecer uma camada visual à conexão, adicionando vídeo.


2) Fornece informações em primeira mão de fontes confiáveis

Os podcasts oferecem às organizações a oportunidade de fornecer informações em primeira mão e em tempo real a partir de fontes confiáveis e seguras. Através do uso de entrevistas com especialistas, torna-se possível explicar processos e destrinchar informações valiosas, além de fornecer conselhos de especialistas dos mais diversos assuntos.


Esse tipo de conteúdo cria credibilidade e confiança com um processo menos complicado do que entrevistar e escrever conteúdo com base na entrevista. Depois que o podcast estiver ao vivo e sendo consumido, você poderá expandir seu alcance criando conteúdo para a mídia social e redirecionando o podcast para um artigo de blog.


3) Ouvindo podcasts e realizando tarefas


Quando foi a última vez que você se sentou com os fones de ouvido e ouviu música por 30 minutos seguidos sem fazer mais nada? Possivelmente nunca. O mesmo vale para podcasts. De um modo geral, as pessoas estão fazendo outra coisa quando estão ouvindo. E enquanto o seu público está voltando para casa, passeando com o cachorro, fazendo compras, eles podem ouvir o seu podcast. Ao contrário de vídeos ou blogs, a vantagem dos podcasts é que eles não exigem a atenção visual do público.


4) Podcasts permitem mais tempo com seu conteúdo


Você tem muito a dizer e, como especialista em marketing, você sabe que as pessoas não têm paciência para o conteúdo de formato longo e costumam vasculhar a maior parte dele, possivelmente perdendo informações valiosas. De acordo com a pesquisa da HubSpot, 41% das pessoas admitem vasculhar o conteúdo do blog em 2018. (Isso não significa que o conteúdo de formato longo seja dispensável - há benefícios muito reais do conteúdo de formato longo, como gerar nove vezes mais leads e aumentar mais tempo nos sites.)


Ok, então temos uma ideia dos comportamentos de leitura. Mas e quanto tempo gasto ouvindo um podcast? Os números podem surpreendê-lo. De acordo com a Edison Research:


  • 80% dos ouvintes de podcast consomem os conteúdos por completo;

  • Os ouvintes de podcast apertam o play em uma média de sete podcasts diferentes por semana.

  • Os ouvintes semanais de podcast passam em média 6 horas e 37 minutos por semana escutando podcasts.


Compare tudo isso com o simples fato de que o leitor médio gasta apenas 37 segundos em um post no blog.


Blog vs. Podcast: jogando com seus pontos fortes


Apostamos que você começou a ler este artigo pensando que teríamos uma resposta certa à pergunta, devo ter um blog ou um podcast? A verdade é que cada um complementa as fraquezas do outro. Embora o SEO para podcasting esteja se recuperando lentamente, ainda levará algum tempo até que os podcasts sejam totalmente otimizados para pesquisa. Atualmente, existem protocolos que você precisa seguir para aparecer na busca, como um site dedicado ao podcast.


Para saber mais: SEO - entenda se você está fazendo um bom trabalho

Não é preciso dizer que qualquer estratégia de marketing deve ser um compilado de várias plataformas. Não apenas blogs, podcasts, sites ou redes sociais - mas uma combinação de todos os meios disponíveis para criar uma estratégia de marketing abrangente.


Em primeiro lugar, identifique como suas personas gostam de consumir conteúdo. Se eles leem artigos on-line e ouvem podcasts, é hora de seguir para a próxima etapa: identificar quais são os pontos fortes e fracos de sua equipe.


Se você tem uma ótima equipe editorial, então, foque em postagens para o blog. Se você tem uma personalidade que adora falar e possui forte (e boas) opiniões em diversos assuntos na equipe e que é apaixonada por seu produto ou serviço, faça um podcast. Jogue com seus pontos fortes como organização e terceirize o que você não pode dedicar 100% sozinho.





Copyright © Prosperidade Conteúdos